ISP Saúde Blog

Qual é a diferença entre Criofrequência e Criolipólise?

Você já se perguntou qual a diferença entre criolipólise e criofrequência? Se você ainda tem dúvidas em relação aos resultados e a forma como cada um desses processos é desenvolvido, esse artigo é para você!

Como cada técnica funciona?
É preciso começar explicando que, embora o nome seja parecido, a única semelhança entre as duas técnicas é o uso de temperaturas negativas.

Criofrequência
A Criofrequência é a evolução da radiofrequência, porque atua com temperaturas altas nas camadas mais profundas da pele e temperaturas negativas na superfície. É uma tecnologia que integra o frio, de até menos 10 graus, com o calor provocado pela radiofrequência (indicação de 40ºC a 45ºC), com aplicadores com potência de 430 w (aplicador bipolar facial) e 570 w (aplicador smartpolar). Possui ponteira com dispositivo criogênico (pastilha térmica) com cerâmica de peltier, que promove o resfriamento, permitindo que a Radiofrequência seja utilizada simultaneamente, evitando queimaduras no local da aplicação. Esse processo de frio na superfície da pele (criogenia) e calor nas camadas profundas (radiofrequência), gera um terceiro efeito fisiológico, desestabilizando o metabolismo local, por meio de milhões de choques térmicos nos tecidos, de forma cíclica.

Criofrequência Hertix Smart – KLD

hertix-smart-criofrequencia-completo-kld-biosistema-1.png

Clique aqui e assista ao vídeo com orientações da gerente de pesquisa e desenvolvimento da KLD, Bianca Longo.

Criolipólise
A criolipólise (equipamentos nacionais: Polarys e Beauty Shape) é uma terapia que usa temperaturas negativas (até -8°C), por meio de uma manopla com sucção e uma membrana com gel anti congelante para proteger a pele, que provocam o congelamento das células de gordura, em sessões que levam em média 1 hora.

Polarys – Ibramed

polarys-criolipolise-ibramed-1

Beauty Shape Duo – HTM

beauty-shape-duo-criolipolise-com-dois-aplicadores--1

E qual é a diferença entre os resultados de cada técnica?
As técnicas tratam processos fisiológicos diferentes.

Criofrequência
A criofrequência promove, de forma imediata, a contração intensa de colágeno, desde a derme até a hipoderme, provocando aspecto de lifting na pele. Diante dos choques térmicos e do calor promovido pela radiofrequência, a gordura depositada na célula adiposa, passa por um processo de quebra, e os Triglicerídeos são convertidos em Ácidos Graxos e Gliceróis livres (Lipólise). A célula adiposa então “expulsa” a gordura, permitindo que ela seja “consumida” pelo corpo como fonte de energia para queima calórica. Desse modo, ela pode ser eliminada mais facilmente com a prática de atividade física ou em dietas que restringem carboidratos e gorduras. O tratamento melhora o aspecto da celulite e estimulação a produção de colágeno no local. Esse efeito de redução da gordura dura no mínimo 3 meses e as sessões duram, em média, 30 minutos.

celulas de gordura

Criolipólise
A criolipólise permite a redução de medidas através da cristalização ou congelamento da célula de gordura, provocando uma inflamação no local da aplicação (apoptose) e a eliminação da gordura, em um processo que pode levar, em média, 3 meses. Esse tratamento é indicado apenas para gordura localizada.

8ddda1_9e1bb2f3bed2465cbfc2489493bb3fad.gif

Uma técnica pode substituir a outra?

Os dois tratamentos são cientificamente comprovados e apresentam ótimos resultados práticos. Uma técnica não substitui a outra, pelo contrário, elas podem ser usadas de forma conjunta, para potencializar resultados.

Qual é o valor médio da sessão?

O investimento em cada sessão, dependendo da região, é em torno de R$350,00 à R$750,00. A duração do tratamento depende de cada caso e área, conforme avaliação do profissional, a média é de 8 sessões.

Postado em: Estética
Compartilhe:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *