ISP Saúde Blog

Efeitos da radiofrequência no tratamento da flacidez de pele facial e corporal

A radiofrequência é um dos recursos estéticos disponíveis atualmente no mercado e é consagrada como padrão ouro no tratamento da flacidez de pele facial e corporal. Confira em que consiste essa modalidade terapêutica e descubra o seu poder.

Antes de mais nada, vamos entender melhor o que é a flacidez de pele? Uma das disfunções mais requisitadas para tratamentos em clínicas de estética.

2ec788b5d2483f73e1f9efd1de8baaf4_XL

Entenda sobre a flacidez de pele

Hipotonia tissular é o nome científico da conhecida flacidez de pele. A palavra hipotonia refere-se à baixa (hipo) quantidade do tônus (tonia). Essa disfunção origina-se do envelhecimento, emagrecimento, gestação, exposição solar em excesso e tabagismo. O principal fator fisiológico que culmina para a flacidez de pele é a diminuição do número de fibroblasto, célula responsável pela síntese de colágeno, o qual dá tonificação à pele; e pela síntese da elastina, proteína responsável pela elasticidade da pele. Com isso, a pele perde a sua sustentação.

Hooke e a tecnologia de radiofrequência

O Hooke é o nosso equipamento que gera radiofrequência de alta frequência e potência de 120W. É o único equipamento brasileiro que opera na frequência de 27,12MHz. A radiofrequência nada mais é do que uma tecnologia que gera calor ao tecido. Essa temperatura elevada resulta em vasodilatação, intensificando a circulação sanguínea local, o que reage em inflamação nos tecidos, estímulo da produção de novas fibras elásticas e colágenas e, ainda, uma termocontração das fibras de colágenos já existentes, tendo um efeito imediato, que é o efeito de lifting.

hooke-h-003-bivolt-ibramed-4

Características técnicas do Hooke

Destaca-se por possuir dois aplicadores de radiofrequência: o aplicador bipolar – que é específico para uma aplicação superficial (até 4mm de profundidade) – e o aplicador monopolar, que é específico para uma penetração volumétrica mais profunda (de 15 a 20mm de profundidade). Enquanto o aplicador bipolar é usado a nível de derme (flacidez de pele facial e corporal), o monopolar é usado a nível de hipoderme corporal (gordura localizada e celulite).

O aplicador bipolar, como dito acima, é designado às regiões corporais: testa, periorbicular (em volta dos olhos), zigomática (bochechas), pescoço, mandíbula, ângulo da boca, “bigode chinês” (buço), glúteos e abdômen.

Além dos dois aplicadores, o Hooke oferece um aplicador criogênico, o cooling, que é responsável por resfriar a epiderme antes e após a terapia, garantindo maior segurança ao paciente. Portanto, o cliente sente o calor, mas é uma sensação bem confortável.

Ondas de radiofrequência Hooke

As ondas de radiofrequência Hooke ocasionam a contração do colágeno. Por consequência, elas ocasionam também a contração das rugas e melhoram as linhas de expressão, promovendo um aspecto de pele mais firme e mais hidratada, causando um efeito rejuvenescedor. É estritamente importante que o terapeuta verifique a temperatura de seu paciente, pois ela deve chegar entre 40 e 42ºC.

Efeitos promovidos pelo Hooke

Os efeitos promovidos pelo Hooke são rápidos (o mais rápido do mercado), não invasivos, indolores e não há down time (o paciente pode retornar às suas atividades imediatamente após a sessão).

Precauções

Todo e qualquer equipamento eletromédico tem suas precauções. Com o Hooke, a principal é que o operador aplique a terapia de acordo com os protocolos e de maneira extremamente adequada, pois qualquer distinção pode gerar uma queimadura ao paciente.

Mais informações: 0800-7070-010.

Fonte: Ibramed

Postado em: Estética, Geral, Saúde e Bem Estar
Compartilhe:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *