ISP Saúde Blog

Qual é a diferença entre Laser e Luz Intensa Pulsada?

Como estamos em reta final do inverno, é comum que muitas pessoas estejam cada vez mais se preparando para a primavera e para o verão. Em decorrência disso, a busca por procedimentos estéticos, bem como pela epilação, é acelerada.

Uma das dúvidas muito disseminadas no segmento de Estética é: em se tratando de remoção de pelos, qual o método mais eficiente? Laser ou luz intensa pulsada? Esse questionamento se dá devido à extrema agressão que a lâmina e a cera produzem na pele.

Em ambas as modalidades terapêuticas questionadas acima, o calor é penetrado através da melanina do pelo, o que, por consequência, provoca a destruição das células responsáveis pelo nascimento de um novo pelo e, então, elimina-os.

 

3703_spa

 

Qual a principal diferença significativa entre o laser e a luz intensa pulsada?

A maior diferença entre o laser e a luz intensa pulsada é que a técnica de LIP emite uma faixa de luz, ou seja, pode expandir os tratamentos e atingir mais de um alvo numa só aplicação. Exemplo: fazendo epilação, há um consequente clareamento da área.

Laser: monocromático, coerente, colimado, várias aplicações na medicina, maior potência e menor área de ação.

Luz intensa pulsada: policromática, não coerente, não colimada, aplicações dermatológicas, angiológicas e estéticas, menor potência, maior área de ação, modulação por filtros de corte e menor custo.

Saiba a linha tênue entre o comprimento de onda emitido por cada modalidade terapêutica

fotoepilacao-axilas-1-300x200

Entre os inúmeros benefícios da luz intensa pulsada, destacam-se: o fato de ser um procedimento mais confortável e o custo menor. Isso é ótimo para você, se você for um paciente, pois pagará menos por um procedimento muito eficaz. E também é uma informação valiosa a você, que é profissional da área de estética, pois pagará menos pela compra de um equipamento de luz intensa pulsada e terá maior área de atuação terapêutica. Ou seja, somente um equipamento é capaz de possibilitar um leque de tratamentos precisos.

Ao contrário da lâmina e da cera, a remoção de pelos realizada por luz intensa pulsada melhora o aspecto da foliculite e ainda clareia a pele tratada, diferentemente da mesma ação produzida pela lâmina e pela cera.

Você sabe a origem dessa tecnologia?

A fototermólise de estruturas pigmentadas, células e organelas por absorção seletiva da radiação pulsada tem sido descrita desde 1983. Mas foi em 1994 que a luz intensa pulsada (LIP) foi lançada comercialmente como um dispositivo médico. Nos anos seguintes, várias modificações técnicas permitiram um fácil manuseio e o aumento da segurança, além de ter ampliado o espectro de indicações potenciais.

Afinal, o tratamento de epilação com a luz intensa pulsada é considerado definitivo?

fotoepilacao-perna-300x200

O procedimento de epilação (remoção de pelos) não pode ser considerado definitivo, pois o organismo do corpo humano está sempre produzindo os pelos. No entanto, é de suma importância que o paciente seja informado de que até 80% do pelo pode ser extraído.

 

 

 

 

Conheça, então, o nosso equipamento de luz intensa pulsada

 

 

lyra-i-p-l-ibramed-18

O  equipamento microcontrolado pela modalidade terapêutica luz intensa pulsada (LIP) é o Lyra. Ele fornece uma peça de mão que permite a troca de três filtros de corte seletivos, os quais possuem os comprimentos de onda: 480nm, 530nm e 640nm. Tais filtros de corte facilitam grandemente o dia a dia do profissional, pois essa permuta faz com que o operador possa determinar o mais adequado espectro de radiação para cada objetivo terapêutico de acordo com o grau de profundidade da estrutura que se pretende atingir.

Além disso, o equipamento possui uma ponteira com spot de 7,5cm² que assegura maior versatilidade às sessões clínicas, lâmpada com tempo de vida útil de 1 milhão de disparos (o que possibilita melhor desempenho linear e funcional), design moderno, tela touchscreen e tutorial informativo com protocolos.

Indicações dos filtros de corte

Remoção de pelos: o filtro varia de 640nm ou 690nm a 1200nm;

Telangiectasias: o filtro varia de 530nm a 1200nm;

Rejuvenescimento: o filtro varia de 480nm a 1200nm;

Manchas de pele: o filtro varia de 480nm a 1200nm.

Tratamentos seguros com o Lyra

Vale salientar que os tratamentos com o Lyra são confortáveis e seguros, pois o equipamento conta com um sistema de crioproteção, que consiste em geração de resfriamento à base de água e do Peltier na ponteira da peça de mão.

Decerto, a combinação de largura de pulso, o intervalo entre pulsos e os filtros de cortes adequados faz com que a técnica atinja a estrutura alvo sem causar danos à estrutura circundante. Além disso, o fracionamento de pulso disparado pelo Lyra minimiza ainda mais o risco de lesões.

Indicações do Lyra

Além de recomendado para os tratamentos de remoção e redução dos pelos, o nosso equipamento Lyra também é indicado para:

Rosácea;

Tratamento da pele acneica;

Telangiectasias;

Hipercromias ou alguns tipos de manchas;

Fotoenvelhecimento cutâneo (rejuvenescimento).

 

lyra_fotorrejuvenescimento-300x200

 

Um ponto bacana é que as aplicações estéticas com o Lyra podem ser direcionadas tanto para mulheres quanto para os homens, sendo os indivíduos desde jovens até da terceira idade. No entanto, é essencial que o profissional verifique as contraindicações e o fototipo do paciente antes da decisão de aplicação com o equipamento, pois ele é contraindicado para a pele negra e bronzeada. No caso da pele negra, é recomendável que o profissional especifique o fototipo (fototipo VI).

Saiba quais são as principais precauções das aplicações com o Lyra

Evitar exposição solar das áreas tratadas por, pelo menos, 15 a 20 dias antes da aplicação e após a aplicação, de 7 a 10 dias;

São fortemente recomendadas a utilização diária de um protetor solar FP60 e uma avaliação médica prévia à realização de tratamentos de LIP nos casos em que o paciente apresente qualquer patologia na pele;

Não podem submeter-se aos tratamentos de LIP os indivíduos que tomam medicamentos fotossensibilizante ou que alterem a integridade dérmica;

Durante todo o período de tratamento, é proibido utilizar métodos que arranquem a haste do pelo (cera ou pinça). Somente poderão ser usados recursos que cortem o pelo (lâminas, por exemplo);

Passar a lâmina uns dias antes da aplicação do LIP, pois esse tempo dependerá da resposta de cada paciente e da avaliação do profissional;

Logo após a aplicação, poderá ocorrer um leve eritema e/ou edema transitório, que desaparece horas após a aplicação. O uso de loções calmantes e/ou compressas frias sobre as áreas tratadas pode minimizar tal efeito;

Raramente podem aparecer eritemas mais intensos que desaparecem entre 2 e 7 dias após a aplicação, sem a necessidade de tratamentos adicionais. No entanto, se desejado, o uso de produtos, como: calmantes, gel, cremes ou pomadas específicas podem acelerar o processo de recuperação;

Todas as áreas tratadas devem ser limpas com água e sabão neutro.

 

Para dúvidas, ligue: 0800-7070-010.

Fonte: Ibramed

Postado em: Estética, Saúde e Bem Estar
Compartilhe:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *