ISP Saúde Blog

Tudo sobre Ozonioterapia na Estética

Você sabe por que a Ozonioterapia é uma das técnicas mais promissoras da atualidade entre os profissionais de Estética? “A ozonioterapia está realmente em alta na estética, mas ela veio para ficar, porque tem respaldo na literatura e muita justificativa para ser usada com foco em beleza, bem-estar e saúde. As várias formas de aplicação permitem aos profissionais oferecerem protocolos diversos e personalizados. E os resultados, claro, são impactantes”, destaca a biomédica, esteticista, professora de estética e palestrante Alexandra Vicentini.

Vamos as principais perguntas sobre este assunto:

Qual o tamanho do investimento para oferecer a técnica no espaço de beleza?

Além de se especializar e atualizar constantemente, você vai precisar comprar o equipamento de ozonioterapia. A boa notícia é que nem de longe ele está entre os mais caros dentro da estética. Há excelentes opções que custam entre R$ 4 mil e R$ 14 mil.

Demora muito para recuperar o investimento feito na ozonioterapia?

Alguns profissionais no primeiro mês do tratamento já conseguiram pagar o investimento que fizeram em maquinário. A margem de lucro é superior a 50%.

Carboxiterapia é a mesma coisa que ozonioterapia?

Não. Mas, é muito comum as pessoas confundirem as duas técnicas porque ambas utilizam gás. Porém, o mecanismo de ação é completamente diferente, assim como algumas finalidades. Para ficar em dois exemplos vale saber que a ozonioterapia pode ser usada para aumentar a imunidade e a carboxiterapia não e na carboxiterapia você usa fluxo de gás contínuo enquanto na ozonioterapia a dosagem precisa ser calculada individualmente para cada paciente e levando em conta o tratamento que será realizado.

O resultado do tratamento demora quanto tempo para a aparecer?

Esse é mais um dos benefícios da ozonioterapia, já que ela tem um efeito tão intenso a ponto de ser visto já na primeira sessão. No rosto acontece algo ainda melhor, porque o efeito realmente é impactante no espelho e nas fotos tiradas também antes e depois do tratamento.

Qual o jeito mais didático de explicar para o paciente o que é o ozônio?

De maneira resumida, pode-se dizer que o ozônio é um gás presente na natureza e utilizado há mais de um século na medicina alternativa para tratar de dores articulares a feridas na pele. Esse gás gera um efeito antioxidante e anti-inflamatório e, também, é capaz de liberar fatores de regeneração dos tecidos.

Quais as principais vias de aplicação da ozonioterapia na estética?

São cinco. A primeira é a transcutânea, caracterizada pela aplicação do ozônio na pele utilizando várias modalidades terapêuticas. Outras vias de administração são a intradérmica e a subcutânea. Há ainda a insuflação retal, que é simples, tem baixo custo e a capacidade de aumentar a oxigenação do sangue, elevar a quantidade de antioxidantes no corpo, diminuir o estresse oxidativo e melhorar a imunidade. Por fim, há também a técnica de auto-hemoterapia menor, que consiste na retirada do sangue endovenoso, em seguida misturá-lo com o ozônio dentro de uma seringa, e então injetá-lo via intramuscular.

Como o ozônio potencializa os tratamentos para a perda de peso?

Emagrecimento com ozonioterapia é uma das minhas paixões, porque o resultado realmente é muito impactante e rápido. Tanto que criei um protocolo e já tive pacientes que perderam 10 kg em apenas 21 dias. Isso porque o ozônio age imediatamente quebrando a gordura e melhorando a oxigenação das células, além de favorecer a eliminação dos radicais livres, dos metais pesados e outras toxinas nocivas ao organismo. Porém, é importante esclarecer que não há milagre, e o efeito será muito melhor se o paciente colaborar melhorando seu estilo de vida.

Como a ozonioterapia atua para ajudar a combater a queda capilar?

O couro cabeludo produz uma altíssima carga bacteriana, e isso prejudica tanto a saúde da raiz quanto a beleza do cabelo. E, como a principal característica do ozônio é sua capacidade antibacteriana, a ozonioterapia é capaz de eliminar essas bactérias prejudiciais, além de tratar os fios e higienizar a área, melhorar sua oxigenação e nutrição. Tudo ao mesmo tempo.

De que maneira as estrias reagem à ozonioterapia?

O ozônio estimula a produção de colágeno, favorecendo a divisão e a rotatividade de células saudáveis e acelerando a cicatrização da pele. Por isso, o gás é injetado diretamente nas estrias, oferecendo resultado imediato e visível na diminuição dessas linhas. Mesmo que elas sejam antigas, ou seja, brancas e flácidas.

Por que tanto entusiasmo com o uso da ozonioterapia na celulite?

Defendo a injeção de ozônio medicinal no tecido adiposo, em nível subcutâneo, para garantir o aumento da vascularização local e estimular o corpo a liquidificar a gordura. Como o gás se espalha rapidamente no organismo, uma única aplicação por área afetada pela celulite é suficiente. E isso pode ser repetido em todas as regiões afetadas, como braços, barriga, coxas e bumbum.

Quando injetado no subcutâneo, o ozônio dói?

Cada pessoa tem uma sensibilidade, o tratamento pode causar uma leve ardência. Mas, ela passa muito rápido justamente porque o ozônio reage imediatamente com as biomoléculas do organismo. Como o oxigênio que resta forma bolhas no tecido, é necessário realizar uma breve massagem no local trabalhado, logo após a aplicação do ozônio, para dissipar o gás e um possível inchaço, que, se surgir, não provoca nenhum dano à saúde e desaparece em até três dias.

Aparelhos de Ozonioterapia

No site do ISP Saúde você encontra diversas opções de equipamentos de Ozonioterapia e uma equipe altamente capacitada para te dar todas as orientações e suporte que você precisar. Além é claro, do melhor preço do mercado, maior prazo e carência imbatível.

Obs. Perguntas respondidas pelos três dos maiores nomes da ozonioterapia no Brasil: o mestre em ciência da saúde e farmacêutico especializado em estética, Rafael Ferreira, o fisioterapeuta e mestre em ciências pedagógicas, Fabio Borges e a biomédica, esteticista, professora de estética e palestrante, Alexandra Vicentini.

Se desejar entender muito mais sobre o assunto, acesse AQUI a matéria completa.

Postado em: Estética, Geral, Saúde e Bem Estar
Compartilhe:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *