ISP Saúde Blog

Ultrassom + Correntes

Terapia Combinada com Sonopulse II – Ibramed

Aposto que você pensou em equipamentos grandes, mas o que vamos te mostrar é um equipamento de fácil manuseio e ótimo custo-benefício. Mas qual a diferença de utilizar um recurso isoladamente e um recurso combinado?

O que é Terapia Combinada?

A aplicação simultânea de duas modalidades terapêuticas, envolvendo o uso de recursos físicos, é chamada de terapia combinada. A associação do ultrassom terapêutico com alguma forma de eletroestimulação é a combinação mais frequente.

A Terapia Combinada soma os efeitos individuais de cada modalidade. Ao aplicar duas terapias simultâneas, há o ganho de tempo e ainda a potencialização do resultado final do tratamento.

Um equipamento que é muito versátil, tanto para uso em Clínica quanto home care é o Sonopulse II, uma plataforma 2 em 1 que possui os recursos de Ultrassom e Correntes. Pode utilizar somente o Ultrassom, somente Correntes ou os dois recursos juntos, o que chamamos de Terapia Combinada.

No Sonopulse II, o ultrassom pode ser combinado com Terapia Interferencial, Corrente Polarizada, Corrente Russa e Alta Voltagem (High Volt). O uso do transdutor do ultrassom terapêutico pode ser vantajoso nesse tipo de procedimento pelo fato da grande redução da resistência relacionada à passagem da corrente elétrica terapêutica utilizada.
Para que o procedimento de terapia combinada possa acontecer de uma maneira eficiente, o meio condutor utilizado deve ser de boa qualidade, assim, a escolha do gel hidrossolúvel é importante para o sucesso da terapia.

sonopulse-ii-s-091-combined-therapy-bivolt-ibramed-9

Com o Sonopulse II é possível realizar 4 tipos de associações:
Ultrassom + Corrente Russa: indicado para fortalecimento muscular ao mesmo tempo que permite tratar gordura;
Ultrassom + Corrente High Volt: auxilia a hidratação do tecido e favorece a cicatrização, muito útil em pós-operatório;
Ultrassom + Corrente Polarizada: potencilaiza a permeação de ativos;
Ultrassom + Corrente Interferencial: potencializa o efeito analgésico e anti-inflamatório.

Combinar ou não combinar?
Não existem combinações melhores nem piores, existem bons profissionais com olhar voltado a avaliação tecidual e identificação de sua necessidade. Alguns tratamentos sozinhos são por si só eficazes, não excluindo a eficiência das terapias combinadas, por isso a necessidade de avaliação prévia.

 

 

Postado em: Estética, Geral, Saúde e Bem Estar
Compartilhe:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *